Encontros de novela

E eis que eu, em menos de uma semana, tive DOIS encontros de novela, com DUAS pessoas diferentes. O que é um encontro de novela? É daqueles que você chega no mesmo local e no mesmo horário que outra pessoa, a quem você jamais esperava encontrar e lhe causa alguma sensação. Pois é... Aí, claro que eu fiquei pensando sobre...

---
Fiz muitas idiotices nos últimos dias ¬¬. Agora, estou pensando em como consertar tudo.

Para construir as coisas é difícil. Para destruir, é bem rápido. Em poucos dias, horas ou até minutos, é possível detonar-se a dedicação alheia. Para reconstruir, é preciso, no mínimo, bastante paciência e temperança.
Hoje foi um senhor dia chato. Começando por ontem, aliás. Brigas e noite mal-dormida. Carta escrita e mandada. Arrependimento hoje de manhã por ter enviado a carta. Muito, muito, MUITO calor, de arder, de queimar a pele. (Esse tipo de fator acaba com o bom-humor de qualquer um). Depois, muitas coisas para fazer e cansaço, sonolência. Fui dormir um pouco para organizar minha cabeça - pelo menos, hoje é meu dia de folga. Aí, acordo com um barulho de alarme, de tipo um caminhão que conserta asfalto, algo assim. Um alarme chato, chatíssimo, um apito agudo, na minha cabeça, que ficava tocando de dois em dois minutos. Sabe aquela coisa para que a única frase que vem à sua cabeça é "Ninguém merece"? Exatamente isso. Acordei e me acalmei um pouquinho. Tô aqui pensando em começar os compromissos que tenho que organizar.

---

Se a mulher não existisse, o mundo não teria ido pra frente.

Homem algum iria fazer alguma coisa na vida para impressionar outro homem, para conquistar sujeito igual a ele, de bigode e tudo.

Um mundo só de homens seria o grande erro da criação.


(Segundo o e-mail que eu recebei, é do) Arnaldo Jabor.


---

Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei
(...)
E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
— Lá sou amigo do rei —
(...)
Manuel Bandeira.
---

Até mais!

6 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Encontro de novela foi ótimo... eheheh...

Bem... Eu acho que um mundo só de mulheres tb seria um tédio... ahah... Bom que tem esses dois seres que não se entendem nunca pra fazer a coisa ter movimento... eheheh

Beijocas

Le Vautour disse...

Ih, ó! Fixei na parte do "conserto" de algumas bobagens que a gente faz pela vida a fora... eu precisaria de mais 44 anos, só consertando - seria o meu eterno gerúndio.
Abraços de duas asas!

Desabafando disse...

Gostei da definição do encontro de novela e comigo já aconteceu algo parecido mas de encontrar pessoas que eu não gostaria de ver e querer fugir sabe? rsrsrs....

e espero que não esteja tão triste quanto o poema que postou aí!

Debora Giangiarulo disse...

Realmente se o mundo tivessem só homens ou só mulheres seria no mínimo um saco. O que move o mundo e deixa ele bem bacana é a diversidade, é a diferença entre homens e mulheres!!

Adorei o texto.

Um beijo do bloco!

Ludi disse...

Realmente destruir é bem mais fácil que construir... mas o que é verdadeiro permanece, apesar de tudo!
Esse calor irrita qualquer um! Insuportável!
Beijos
E que as coisas melhorem =)

Dany disse...

Super me identifiquei com a parte que vc fala que escreveu uma carta, mandou e depois se arrependeu... vivo fazendo isso pra consertar as burradas que faço. Escrever sempre é melhor, não há interrupções, vc se sente mais solta pra expor tudo que pensa e não precisa tá do lado da pessoa pra sentir sua reação. Mas carta tb é documento e morro de arrependimento depois q mando por saber q literalmente, estou nas mãos dele(a).
=D

Bjos e espero q tudo saia bem!

 
designed by suckmylolly.com