Imaginem se fosse o Bernardo...

Vocês ouviram falar disto aqui?


Bom, isto ocorreu em junho de 2.006, na Índia, mas, como eu sou muito alienada do mundo e vivo na América do Sul, só ouvi falar disso na semana passada.

Mas o que é isso, afinal? Bem, como podem ver, é um sapo (feio) com um rato (asqueroso) nas costas. Este episódio REAL aconteceu durante uma enchente, quando o nosso amigo sapo ajudou o rato a se salvar. Não é lindo?

Poderíamos, agora, nos alongar e devanear sobre como a natureza é bela, e sobre como o Homem é um lixo - como muita gente deve ter feito a partir deste episódio do sapo com o rato nas costas. Poderíamos dizer, com pesar na consciência, que, enquanto seres de diferentes classes taxonômicas, instintivamente, ajudam uns aos outros, lá mesmo, na Índia, as pessoas são classificada em castas - sendo que uma delas é denominada de "os intocáveis". {Esta última assertativa seria apropriada num tom "Heloísa Helena"} Poderíamos até chegar ao ponto de ecoar a marcante frase de Thomas Hobbes, "o homem é o lobo do próprio homem"... Oh, não seria muita profundidade para um post de blog só? Talvez. Eu concordo mais ou menos com tudo isso que escrevi neste parágrafo. Mas nem tanto ao mar, nem tanto à terra, capite? Gostaria mesmo era de compartilhar a inusitada foto com vocês.

Mas, remetendo ao título do post: já imaginou uma cena dessa com o Bernardo, do filme "Bernardo e Bianca", da Disney? Aquele dos ratinhos fofos no subsólo...

(aqui, ó, o Bernardo e a Bianca)

Imaginem o Bernardo quase morrendo numa enchente quando um sapo, aquele de que todos tivessem medo e asco, surgisse da lama para salvá-lo? Nossa, seria horrível, hahahahaha. Quer dizer, seria uma cena bem dramática e emocionante, do tipo em que senhoras aposentadas choram no cinema e as criancinhas se esgoelam vendo "Sessão da Tarde". Que fofo! Lindos momentos de inspiração de bondade na vida.

---
Nossa, acabei de pensar que, se o meu blog fosse em inglês, e algum roteirista da Disney lesse a minha sugestão, ele poderia concretizá-la. A cena seria inesquecível, é claro, e eu poderia ganhar royalties e sair em notas das revistas "Time", "People"... Puta mundo injusto, não?


3 comentários:

Marcelo disse...

E como o mundo nao poderia deixar de ser injusto, eu estou completamente redondamente sumido, pq eu to tendo problemas aqui na europa com a minha moradia, que esta sendo resolvida aos poucos, mas que esta me dando uma dor de cabeça - e algumas barras de chocolate a mais - danada... Enfim, eu concordo com a hipocrisia universal e no que vc citou sobre quanto ao homem ser o lobo do homem, mas ser ajudado por um sapo asqueroso, enquanto vc é o bernardo, é humilhante demais... uahhuahuahua
Brincadeira.... mas nao sei se eu subiria nas costas do sapo.. ele estaria sujo e molhado afinal de contas....
C.E.P.N.P.

Marcelo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Erika M. disse...

É verdade, Marcelo, não me toquei na hora. Grazie, amuere!

 
designed by suckmylolly.com