Into My Life

Como já disse antes no blog, eu aprendi muitas coisas neste ano, em que terminei definitivamente os estudos e comecei a trabalhar. Não que tudo o que tenha aprendido tenha relação ou tenha sido causado por esse lado profissional. Pode ser só uma coincidência, quem sabe?

Por causa do meu trabalho, por causa daquela maioria de alunos chatos e desinteressados - eu já deixei de ODIÁ-LOS! = progresso - e por causa daquela metade de alunos mal-educados e respondões, eu parei para refletir e decidi ser mais legal com a minha mãe, parar de ser chatinha, de responder, de ser meio grossa às vezes. Ninguém merece isso.

E nesse último feriado, eu fui a Goiânia, visitar uns parentes do meu namorado. Ele dá muito valor à família, mesmo que a recíproca não seja verdadeira. Lá, eu tive uma percepção: eu me desloquei até o cerrado brasileiro, no coração do Brasil, para tratar bem e confratenizar com os parentes do meu namorado. No entanto, eu não faço nem metade disso pelos meus parentes, por causa de decepções passadas, daquele tipo de quando se sai da infância para a vida adulta... Resolvi, então, fazer uma lista de parentes convivíveis e começar a visitá-los, para manter os laços.

E a gente vai vivendo. Adorei uma frase que a Ludi deixou nos comentários do último post: "A gente vive mesmo na gangorra da vida, normal!" ;).

---
Bom, eu tô acompanhando os últimos capítulos de Caminho das Índias. Não assisti à novela toda, só a reta final. Resolução fim-de-novela: se a Yvone não se der mal; se o Raj não descobrir que tem um filho com a Duda; e se a Surya não for desmascarada; eu NUNCA MAIS assisto a NADA da Glória Perez. Porque se nada disso acontecer, já é despeito com o telespectador! (Oh, grandes problemas da sociedade!...)

Musiquinha da novela que eu ouvi semana passada e baixei para ficar cantando, hehehe: Chori Chori Gori se, de Abhijeet e Udit Narayan. Acho que são dois cantores, pelo que eu entendi da grafia do encarte do cd... É uma música que a menininha bonitinha - a de rosa na foto - ficava dançando.

A propósito: a Globo tá ficando bem fraquinha, e não deve ser de hoje - não sei direito, porque eu não sou de assistir a novelas nem à TV brasileira, em geral. Em Caminho das Índias, as mais jovens só são bonitas, mas PÉSSIMAS atrizes. ExemploS: Vitória Frate (Julinha), Cléo Pires (Surya), Thaila Ayala (Shivani). Mas há exceções: Ísis Valverde (Camila) e Tônia (Marjorie Estiano).

---
Estou numas neuras de que o meu namorado não me ama como me amava antigamente... E SEM MOTIVO. Sem motivo mesmo. Mas o que eu posso fazer para resolver e me sentir segura de novo?

---
Beijos!

---

Inspiração para o título do post: a música Into My Life, de Colin Hay Band.

7 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Assino embaixo tudo que disse sobre Caminho das Índias, inclusive sobre as atrizes fraquinhas... Fico boba de ver que a Cléo Pires, filha da Glória Pires que eu amo e acho talentosa e carismática, é uma mosca morta em cena... affe

Beijocas

Ludi disse...

Menina, esse post foi um mega desabafo hein!
Sou a favor de manter laços com os parentes, mas só com aqueles que realmente valem a pena! Não é porque é família que a gente tem que ficar aturando gente desaforada!
Essa novela acompanho de ouvir algumas coisas, porque como estudava a noite, fiquei 2 anos sem acompanhar novela nenhuma porque não queria ficar naquela neura de 'to na aula, ta tudo acontecendo na novela e eu não estou vendo'.
Agora do Maneco verei... amo as novelas dele!
Não fica na neura com seu namorado não... ame, apenas ame, e permita ser amada, só! A vida é curta e cheia de aborrecimentos pra gente ficar procurando pelo em ovo!
Obrigada pela citação no post
Beijão

Vladir Duarte disse...

Família, parentes, isso tudo é mesmo um "bicho" complicado, a convivência é quase sempre no limite. Mas há de se valorizar também o aprendizado em conviver com essas pessoas, e saber que muitas delas serão as únicas que estarão ao seu lado nos momentos de dificuldade.

Valeu.

Bibian! disse...

Olha... eu ODIEI o fim da ovela justamente pelos motivos q vc escreveu!
Que Glória Perez mais otária!
Q venha o Manuel Carlos! Já que, graças a Deus, nao preciso mais veh akele monte d gte dançando e nao trabalhando! rs

Otávio disse...

o q eu mais gostei da glória pérez foi a sua aula de psiquiatria, e estruturas psiquícas rs sorte de quem é 'apenas' neurótico.. ah boa questão q vc se pôs: como lidar com a insegurança? se um dia descobrir me diga;) desejo-lhe sorte!
beijos.

Idylla disse...

Amigaaa sdsss...rsrrs
Estou d volta p o blog. e la vem vc c sua neura ne?? desencana!!
E qnto as péssimas atrizes eu concordo plenamente...e ja vi q vc n vai mais assistir novela da Glória Perez ne? pq n foi nada do q a galera esperava, Abel voltou p norminha e tomou leitinho = palhaçada, Surya n foi desmacarada = palhaçadaaaa tb...
aff odiei o final....

Bjooooo

Desabafando disse...

Olá...faz tempo que não apareço aqui...vc poderia colocar o link de seguidores né? rsrsrsrs....
Que bom que vc chegou a conclusões importantes sobre seu relacionamento com sua família, eu tb tenho algumas mágoas e tb me sinto da mesma forma que vc descreveu mas tb estou tentando melhorar isso...bom fimd e semana!

 
designed by suckmylolly.com