...

Eu estou estudando tanto... Mas este não é o problema. O problema é que eu estava indecisa sobre o que fazer no meu mestrado. Eu estava entre dois temas. Enfim, acabei - hoje - me decidindo. Com isso tudo, a minha vida está de cabeça para baixo. Estou numa situação do tipo "sexta-feira é o niver do meu namorado, mas não sei se vou fazer um cartão especial para ele, para não perder tempo". Juro por Deus!

Me deu vontade de desistir de tudo, mandar esse projeto de mestrado pra pqp e pra aquele lugar. Mas sei que jamais faria isso - sou muito racional; penso antes na minha eventual situação de desempregada total. Porque, convenhamos: antes ser uma desempregada fazendo alguma coisa - mestrado, por exemplo - do que ser uma desempregada total, sem perspectivas concretas, só esperando a oportunidade chegar...

Por causa dessa pesquisa para o projeto, eu deixei de ler um livro do Machado de Assis - do MACHADO DE ASSIS, que eu amo de todo o meu coração! -, deixei de fazer academia, deixei vários compromissos de lado. Claro que não dá para ser feliz assim. Eu estou-estava chegando num ponto de pensar que alegria é uma ilusão passageira, estou-estava ficando deprimida, desgostosa mesmo com a vida, cansada, esse tipo de coisa.

Mas, sabem, nunca achei que a gente devesse tirar conclusões nesses momentos excepcionalmente estressantes da nossa vida. Eu não tô no meu normal para usar a situação presente como padrão. O meu olhar está enviesado. Não estou com o discernimento necessário, a minha sanidade não está grande coisa no momento, para eu concluir que a vida e seus aspectos são bons ou ruins. Pensando assim, estou me acalmando.

No começo deste ano, eu fiz uma listinha de metas para 2008. Estou cumprindo quase tudo até. Para o ano que vem já tenho dois objetivos: ser menos indecisa e ser mais organizada.

Antes tarde e lentamente do que nunca.

12 comentários:

Ana Carolina Braga disse...

Olá! Como você está?!

Creio que não há coisa pior do que ficar em dúvida sobre duas coisas, ainda mais quando esta coisa é como um mestrado importantíssimo para a nossa vida! Mas uma coisa eu aprendi com a terapia, as escolhas e a angústia que elas geram sempre existirão! E outra coisa eu aprendi com o Caio Fernando Abreu, que devemos seguir sempre aquilo que tiver mais coração... confesso para você, que por também me julgar às vezes racional demais, nem sempre sigo o meu coração... aí parace que até a angústia fica maior, não é?

Enfim, mas que bom que você já se decidiu e desejo sucesso com o seu mestrado...=)


Beijocas!

Dany disse...

É chato mesmo quando a gente fica indecisa sobre questões que levam nosso tempo e ainda são fundamentais pro nosso futuro!
Vai dar tudo certo! Logo, logo isso vai passar e vc verá as coisas com outros olhos... olhos de formada super feliz!=D
Bjs

Kira! disse...

Situações diferentes, porém me sinto da mesma forma....as vezes fico até sem saber o que fazer em relação as coisas mais idiotas!
Dia 20 foi o aniversário do meu namorado e não pude fazer nada especial, preocupação me tira total a inspiração e a falta de grana não colabora muito né?
Espero dias melhores tanto pra mim, quanto pra você hahaha.


Beijos
=*

Idylla disse...

Sá, sei a barra q deve vc deve ta enfrentando, mas pense q eh por uma coa causa e q vai t trazer coisas boas no futuro....
Keria eu ta ja na fase do Mestrado ahahahaha, sou 5° semestre da faculdade ainda =/ tenho muito pela frente!!!

Bjo amigaa e animoooooooo....

aparece ;)

Pedro Favaro disse...

Antes tarde e lentamente...mas quão lentamente.
As vezes é importante não apenas fazer, mas fazer no tempo certo!

Ludi disse...

Ai, tempo é uma coisa muito preciosa né!
Mas não faça dele seu inimigo, mas sim seu aliado!
Não desista do seu mestrado, mas não deixe ele dominar sua vida inteira... tem tempo pra tudo.... estudar, namorar, curtir a família, espairecer por aí...
Beijão

Otávio disse...

puxa! eu estou na mesma situação, o pior é q eu ainda nem terminei minha monografia, mas acho bom esse turbilhão, concordo q não devemos tomar decisões drásticas nesses momentos, enfim, boa sorte!

Gustavo disse...

ma chérie, acho que não vou abrir meu blog pra qualquer um comentar não, fica so pra quem tem conta no google também. Estou numa fase reflexiva pos-filme "Nome proprio", hahaha (falando nisso, voce tem que assisti-lo), acho que não compensa ficar abrindo comentario pq depois vou acabar ouvindo o que não quero... tenho um pouco essa impressão.

Gustavo disse...

ps: estou a procura de um reader, qual você usa?

Amandinha disse...

Oiee, te vi lá na Idylla e vim fazer uma visita!
=DD
gosteei do seu blog!

e vc gosta de Machado de Assis?
aff... rsrs
eu to estudando sobre ele em Literatura, num gueento mais! rs
talvez seja ate bom, legal, mas a professora é tãao chata, que deixou tudo chato! rsrs


=P
Beeeijos

Lutto T. Nebroso disse...

Quem sou eu para dizer isso, mas acho que o mestrado, o Machado e, finamente, o seu namorado (ele vai ler isso??) estão tirando todo o seu discernimento para as coisas mais importantes da vida, nesse momento, para uma mocinha de 20 e poucos anos. Tudo bem, acho que o seu namorado pode até ajudar em algum aspecto (ele vai relevar essa mensagem, por essa puxada) - não semiológico, entenda. Você não precisa ficar acima da média, Sagesse. Tire o seu proveito agora e deixe tudo para depois. Não precisa provar nada. Pendure esse certificado na parede. Quer escrever? Four hands? Parati?Pulitzer? Make your choice.

Lutto T. Nebroso disse...

Tenho de confessar que eu estava umas duas doses acima da humanidade, ontem. Beber em casa dá nisso. Para o bar, todos!

 
designed by suckmylolly.com