Usa Windows pirata e depois reclama na Microsoft

Eu não me espanto mais com a situação do Brasil. Com a corrupção, com o "coitadismo" e adjacências. Não me impressiono quando vejo que um deputado construiu um castelo medieval (provavelmente) desviando dinheiro público e sonegando tributos. Não tenho dó do povo brasileiro também; a maioria tem o que merece.

(O que me impressiona socialmente falando são as peripécias dos bandidões para atingir seus objetivos no campo da violência corpo a corpo, da violência de verdade. Sei de uma história - que não ocorreu no Brasil, mas sim no Paraguai - em que o traficante matou um bebê, estripou-o e colocou cocaína dentro da pequena carcaça para poder passar tranqüilamente pela fronteira em direção ao Brasil... Esse tipo de coisa me espanta.)

Outro dia, lendo o blog da Ana Maria Cordovil, vi um vídeo com outro tema que me impressiona: a falta de educação das pessoas. O vídeo é o que está aqui e é basicamente o seguinte: uma pessoa usava a versão pirata do Windows em seu computador; aceitou a atualização on line e começou a dar aquela mensagem de erro quando se inicia a máquina. Até aqui beleza, normal. Todo mundo faz isso, não adianta ser hipócrita, não sou eu quem jogarei pedras.

A questão é que a dona do computador com o Windows sem licença, com o aviso de que "foi vítima de software pirata", teve a CAPACIDADE de ligar na MICROSOFT reclamando daquela mensagem e ORDENANDO ao atendente que a ensinasse a desfazer a atualização. Como o coitado do telefonista solicitava os dados da madame e da mademoiselle (a filha) para que pudesse abrir um processo e tals e executar o procedimento cabível (e possível) - aquelas coisas normais de serviço de atendimento -, a louca simplesmente começou a xingar o mundo inteiro: o telefonista, a Microsoft, disse que foi "ludibriada" pela mensagem que pedia a atualização e ainda falava que ia processar, levar ao Procon!

Ouvindo a gravação, fica nítido de que não se trata de pessoas explicitamente ignorantes. Mãe e filha sabem - em tese - conversar, sabem procurar o número de telefone do serviço de atendimento da Microsoft, a louca mais velha conhece o verbo "ludibriar". Em certo momento, madame diz que sabia que instalou um Windows pirata. Ou seja: é gente que deveria saber discernir quando está certa ou errada, quando tem direitos ou não tem. Mas não. Elas ainda quiseram fazer e acontecer - através do telefone ¬¬ - contra a Microsoft e o coitado do funcionário. É como comprar um cd de músicas pirata e depois telefonar na gravadora para reclamar que uma música veio riscada...

Esse tipo de coisa ainda me impressiona: gente que se acha, mas não tem um pingo de educação de berço; que na hora do "vamos ver", só sabe gritar, xingar e mandar empregados tomar naquele lugar. Gente que conhece o verbo "ludibriar", mas não sabe o que significam as palavras "classe", "cortesia", "educação".

Sempre tive pena de telefonistas e atendentes de telemarketing. Nunca achei graça nas pessoas que os ficam xingando, os ficam "tirando", desligam o telefone na cara deles. Pelamordedeus! Gente, eles são empregados, funcionários que cumprem ordens, que seguem padrões estabelecidos por diretores de marketing, por gente superior a eles na hierarquia da empresa na qual trabalham. Não adianta nada ficar xingando e humilhando essas pessoas.

Telefonistas TÊM, sim, educação e "desconfiômetro". Eles têm a noção de que costumam ser enfadonhos. Os que oferecem produtos sabem que telefonam em horários inoportunos e/ou são inconvenientemente insistentes em suas propostas. Ou alguém acha que empresas do tipo Editora Abril, Jornal Folha de São Paulo, Unibanco, etc, contratam qualquer zé-ruela para falar com o público? Com certeza, não. Esses profissionais são gente esforçada, trabalhadora, mas que VAI preferir ser inconveniente e ouvir desaforos dos outros a ter um outro emprego ruim ou a passar necessidade. Se os métodos de abordagem deles são ruins, se eles se apegam demais ao protocolo, a culpa é das empresas. Quer xingar alguém? Xingue a Telefônica, a Vivo. Xingue as empresas - elas merecem mesmo, nessa parte. No entanto, DEVE-SE ter em mente que os funcionários delas cumprem ORDENS para não passar fome.

E assim caminha a humanidade.

A propósito: quando empresas me telefonam e eu não estou interessada, eu simplesmente respondo isso: digo que não estou interessada e agradeço, mas no momento tal produto ou serviço não me será útil. Se insistem, eu insisto também e sou firme na minha resposta. É a postura mais sensata, na minha opinião.

8 comentários:

Vladir Duarte disse...

Nunca vi ninguém tão cara-de-pau!!! rs...

Valeu!

Dafne disse...

Acho que já deveriamos estar acostumadas com os absurdos que acontecem, não só em nosso país, como no mundo... mas a falta de educação é uma das coisas que mais me impressiona!!!

E se vc for parar para pensar os jovens pais de hoje em dia estão tão mal educados que estou com medo dos adultos da próxima geração!
As crianças estão terríveis e inaturáveis! E falo das pessoas de classe B e A!!!

Impressionante...
Beijos

Debora Giangiarulo disse...

Sem sombra de dúvidas a falta de educação é um dos grandes males da humanidade. A cada dia que passa, as pessoas pensam cada vez menos no próximo e acreditam que podem tudo em nome de seu "bem estar".

Concordo com o comentário acima...somos nós que estamos preparando a próxima geração...como vai ficar, hein?

Se quiseres, está convidada a participar do bloco...
Bjs

Lutto T. Nebroso disse...

Saudade de vir aqui, na sua casa. Você prende a atenção. Sabe o que falar. Bem, educação, gentileza... são esportes para poucos, ao que parece. Outro dia abri a porta do carro para uma amiga, sempre faço isso. E ela exclamou um "nossa". Pareceu uma ironia. Ficou meio ridículo isso? Eu espero que não. --- Mudei de endereço e telefone e o telemarketing não me achou ainda. Estou muito feliz agora. Passo as manhãs ouvindo rádio e preparo o almoço às 11. Não quero mais cartão de crédito.

Ana Maria Cordovil disse...

Sagesse,

Obrigada pela visita e menção ao Entre Nós. Li e gostei muito de suas considerações sobre o tema.
As vezes eu também tenho a impressão de que o mundo caminha de costas!

Abração e ótima semana!

Ana Maria

Carla P.S. disse...

Arrasou! Concordo plenamente, educação e sensatez andam lado-a-lado.
Me orgulhei de ti, agora.
Um café, expresso.

SIMONE disse...

Concordo em partes contigo. E sobre os inúmeros telefonemas e acredite acabei de receber neste momento 18h18 um telefonema da Uol, o pior o "atendente" de tão nervoso perguntou 3 vezes meu nome a cada fala gravada dele..tadinho deve ser novato.

Hoje me pegou de bom humor

Mandy disse...

Educação e um Pouco de Bom Senso faz bem.
Quando fui engessar o braço no PS (Pronto Socorro), um homem pegou a senha né, ai na hora de fazer a ficha no balcão a recepicionista perguntou: - o que o senhor está sentindo?? (sempre perguntam antes pra encaminhar pro médico certo.)
ai ele respondeu: - nada não, to com umas machas brancas no corpo, acho que é pano branco, vim mais pra pegar atestado pq ñ quero trabalhar hoje ¬¬'

Fiquuei pasma né *------*

 
designed by suckmylolly.com